CUT e Arquivo Nacional organizam censo dos arquivos do mundo dos trabalhadores

06/11/2012

Iniciativa visa incentivar a divulgação dos arquivos operários, rurais, sindicais e populares

No ano em que o Brasil instalou a Comissão da Verdade, o Centro de Documentação e Memória Sindical da Central Única dos Trabalhadores (CEDOC CUT), em parceria com o Conselho Nacional de Arquivos (CONARQ), órgão vinculado ao Arquivo Nacional, está incentivando a organização e a divulgação dos arquivos operários, rurais, sindicais e populares, “na medida em que estes arquivos também são fontes para o direito à verdade e à memória”.

A iniciativa foi sugerida pelo 2º Seminário Internacional o Mundo dos Trabalhadores e seus Arquivos, realizado em conjunto pelas duas organizações. Dando prosseguimento à iniciativa, é necessário que as entidades que preservam acervos dos trabalhadores e estejam abertas a pesquisa façam o seu registro no Cadastro Nacional de Entidades Custodiadoras de Acervos Arquivísticos para a obtenção do Código de Entidades Custodiadoras de Acervos Arquivísticos (Codearq).

O cadastro objetiva fornecer o código previsto na Norma Brasileira de Descrição Arquivística (Nobrade), possibilitando a identificação de cada entidade custodiadora de acervos. “Ao cadastrarem-se, as entidades terão disponíveis no site do Conarq informações básicas sobre a instituição, como: missão institucional, acervos, temas preponderantes nesses acervos, endereço, horários de funcionamento e formas de contato”. Com essas informações será possível ter um guia dos arquivos do mundo dos trabalhadores e, desse modo, conhecer e divulgar a ação das entidades, os trabalhos que desenvolvem para a preservação do acervo e da memória dos trabalhadores. Além disso, a iniciativa possibilitará que pesquisadores e demais interessados saibam sobre a documentação disponível em cada entidade.

O cadastramento, esclarece Antonio José Marques, do CEDOC CUT, também vai possibilitar o incentivo à descrição arquivística normatizada, tornando ágil e eficaz o acesso aos fundos, coleções e documentos sobre o mundo dos trabalhadores, na medida em que a entidade receberá um código único, conforme preconizada pela Nobrade.

Para que a iniciativa prospera, é fundamental que as entidades façam o seu registro no cadastro pelo www.conarq.arquivonacional.gov.br.

A Coordenação do Conarq e o Centro de Documentação e Memória Sindical da CUT estão disponíveis para outras Informações pelos e-mails conarq@arquivonacional.gov.br  e cedoc@cut.org.br.